Monatran - Movimento Nacional de Educação no Trânsito

RSS

Enquete

Você aprova a implantação imediata do Transporte Marítimo na Grande Florianópolis?

Artigos

Feliz 2020

dezembro/2019 - José Roberto de Souza Dias

Um novo horizonte vai se abrindo para a retomada do desenvolvimento econômico. Sair do atoleiro em que foi colocada a Nação não é uma tarefa fácil.

Os tradicionais donos do poder não se conformam com a derrota que sofreram nas últimas eleições. Pior ainda quando se dão conta que tudo aconteceu sem golpes ou tramoias, do tipo que praticavam quando estavam encastelados no poder.

Colocados contra as cordas pela fraqueza das próprias pernas e pelo acúmulo de denúncias e condenações, apelaram ao jogo jurídico pagando defensores à peso de ouro, sem a obrigação de mostrar a origem do dinheiro que sustenta suas defesas.

A sociedade que tudo percebe, teve um papel definitivo no embate que ganhou as ruas para exigir, desde o impeachment até a prisão em segunda instância e a desaprovação do financiamento público de campanhas.
Por tudo isso, o final desta segunda década do século XXI mostra a cidadania agigantada. A sua voz ganha as ruas e avenidas de todo País e em uníssono defende a Constituição e proclama que o verdadeiro poder supremo dela emana.

Hoje pode-se afirmar que os brasileiros têm consciência clara e precisa que o dinheiro que sobra nas mãos dos poderosos foi arrancado dos hospitais, das escolas, das casas populares, da segurança e do transporte público.
A crítica situação da mobilidade urbana espelha a depravação da política brasileira das últimas décadas. Algumas grandes empreiteiras de obras públicas, empresas de transporte e até montadoras, em conluio com políticos inescrupulosos, forçaram a prevalência de interesses escusos perante o indiscutível direito das pessoas de se fazerem transportar com qualidade, segurança e pontualidade.

Os exemplos são múltiplos, mas um deles é emblemático. Florianópolis, uma das mais belas capitais brasileiras, destino turístico dos mais requisitados, está à beira do caos urbano.

Suas ruas, estradas e poucas avenidas já não suportam o trânsito cotidiano. Pode-se afirmar que está prestes a entrar em uma UTI cardiológica pois suas artérias e vias não suportam mais o trânsito do dia a dia. Imagine, leitor, o que poderá acontecer no pico da temporada prestes a começar.

Este quadro se agrava ainda mais quando se considera que sem carro o visitante estará perdido. O transporte público local é monopolizado por poucas empresas e, acredite se puder, apesar da Ilha ser banhada em grande parte por um mar de águas calmas, não possui transporte público marítimo.

Outras alternativas de transporte estão fora de cogitação. O turista que depender do ônibus para se deslocar se frustrará com um sistema anacrônico de baldeação que pouco tem a ver com a moderna integração tão comum em algumas cidades brasileiras e no exterior.

O monotrilho que encurta viagens e dá maior segurança e comodidade está fora do radar politico, pois a velha forma de governar só se interessa por aquilo que dá resultados imediatos. Administradores públicos com mentalidade do século XX só se interessam em executar obras em que o seu nome apareça e se eternize em uma placa inaugural.

A forma do turista superar esses obstáculos é alugar um carro e ajudar a congestionar e poluir ainda mais as já entupidas vias da cidade. Ou, então, planejar bem a viagem para ficar em uma única praia e desta só sair na hora de retornar para casa. Assim agindo preservará suas próprias artérias...

Lembre-se em outubro próximo de exercer seu supremo poder e votar de forma a sair de todo tipo de congestionamento. Feliz Festas!!!

jrdias.jpg

José Roberto de Souza Dias
Doutor em Ciências Humanas e Mestre em História Econômica pela USP, criou e coordenou o Programa PARE do Ministério dos Transportes, foi Diretor do Departamento Nacional de Trânsito – Denatran, Secretário-Executivo do Gerat da Casa Civil da Presidência da República, Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Ciências Sociais de Florianópolis – Cesusc, Two Flags Post – Publisher & Editor-in-Chief.

Leia on-line ou cadastre-se para receber o jornal em sua casa.

Fale Conosco: (48) 3223-4920 | (48) 99981-1015 ou pelo e-mail contato@monatran.org.br.