Monatran - Movimento Nacional de Educação no Trânsito

RSS

Enquete

Você aprova a implantação imediata do Transporte Marítimo na Grande Florianópolis?

Institucional

Histórico do Monatran

O MONATRAN - Movimento Nacional de Educação no Trânsito é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, de âmbito nacional, com sede e foro na cidade de Florianópolis, Estado de Santa Catarina, com prazo indeterminado de duração, com características de prestadora de serviços comunitários.

Fundado em 21 de janeiro de 1998, seu registro foi formalizado em 02.03.98, no Registro Civil de Títulos, Documentos, de Pessoas Naturais e Jurídicas na Comarca de Florianópolis/SC.

Como surgiu o Monatran

Para contarmos como surgiu o MONATRAN, é necessário que se retorne à década de 80, precisamente ao início do ano de 1984, na cidade de Campo Grande, Estado do Mato Grosso do Sul.

Preocupados com os problemas relacionados com o trânsito de veículos automotores, tanto nas cidades como nas estradas, um grupo de cidadãos, liderados pelo catarinense Dr. Sebastião Pereira e pelo Dr. Elpídio Reis, resolveu estudar o caso e tentar propor uma solução.

Assim, no início de 1984, houve uma primeira reunião para tratar do assunto, onde compareceram cerca de trinta pessoas. O Dr.Sebastião Pereira expôs o motivo da reunião, dizendo que era o de encontrar alguma maneira de ajudar os órgãos de trânsito a resolverem ou, pelo menos, minorar  os problemas do trânsito e suas consequências.

Na oportunidade,  ele disse que "a triste realidade é que o trânsito tornou-se o palco onde se registram os mais calamitosos índices de violência no País. São centenas de milhares de vítimas, entre mortos, mutilados e feridos em geral a cada ano, enlutando famílias, inutilizando cidadãos e onerando pesadamente o sistema nacional de saúde".

Em razão de participarem dessa reunião, alguns membros da Maçonaria, do Lions Clube e do Rotary Clube, houve a sugestão de que dentro de algumas, ou de todas, essas entidades deveria ser criado um departamento especializado para tratar do assunto. Mas, ao analisar melhor o assunto, chegou-se à conclusão de que, para o Movimento ser mais eficiente, deveria ele reunir um grande número de sócios em todo o território brasileiro. E isso não seria possível se o Movimento fosse agregado a uma das entidades mencionadas, dado que todas elas, por suas peculiaridades, são associações que não podem ser massificadas. Assim, não restou, portanto, outra alternativa a não ser de criar uma entidade associativa própria para a implantação do que se tinha projetado.

Desta forma, surgiu o MOVIMENTO MUNDIAL DE MOTOMAESTRIA, que tem como data de sua fundação o dia 25 de julho de 1984 (dia de São Cristóvão, protetor do motorista), tendo o seu Estatuto Social devidamente registrado no Cartório de Registro de Pessoas jurídicas desta Comarca de Campo Grande/MS.

Após a fundação do Movimento, teve início um trabalho exaustivo de seus membros, junto aos diretores e proprietários de escolas, procurando mostrar-lhes a importância da inclusão no currículo escolar de uma matéria sobre trânsito. Apesar do intenso trabalho de convencimento, o esforço não foi devidamente compensado.

Em 1993, diante desse quadro, chegou-se a um consenso de que o melhor caminho seria a inclusão de um artigo no Código de Trânsito Brasileiro, que estava em início de discussão no Congresso Nacional, o qual instasse  as escolas a adotar esta matéria ou, de algum modo, considerassem a importância de levar aos alunos o conhecimento e a discussão sobre este tema em sala de aula. O trabalho realizado, dedicadamente, junto aos nossos parlamentares, vem tornando realidade a consecução desse objetivo.

Em 1996, a convite do Dr. Sebastião Pereira, o Sr. Roberto Alvarez Bentes de Sá, pessoa conhecida pela sua permanente preocupação e envolvimento com as questões de trânsito, ingressou no Movimento, sendo eleito 1º Vice-Presidente.

No início do ano de 1997, em conversa com o Dr. Sebastião Pereira, o Sr. Roberto Alvarez Bentes de Sá enfatizou a necessidade da criação de uma entidade de caráter nacional (filiada ao Motomaestria), mas com total independência e sem qualquer grau de subordinação ou vínculo jurídico ao atual Movimento. Para ele, esta instituição  atuaria, exclusivamente, na solução dos problemas de trânsito do país, ficando ao Movimento Mundial de Motomaestria a incumbência de estabelecer contatos e promover intercâmbio com outros países. Após sucessivas reuniões com membros do Movimento, a ideia do Sr. Roberto Bentes foi aceita por todos, atribuindo-se a responsabilidade da fundação e presidência da futura entidade.

Em novembro de 1997, Roberto Bentes assume a responsabilidade da criação e fundação do novo Movimento, contando com a decidida colaboração dos Professores Romeu de Andrade Lourenção Júnior, Francisco José Mattos Mibielli e Fernanda Luz Maciel, do médico Casuo Ishimine, do advogado Luiz Mário Bratti, do engenheiro Ricardo dos Reis Maciel, do publicitário e jornalista Ney Ferreira, do comerciante Henrique Guilherme Koettker Júnior e também de alguns empresários, servidores públicos civis e militares, além de outros representantes de vários segmentos sociais, que hoje integram a diretoria e os conselhos deliberativo e fiscal do MONATRAN.

Finalmente, em 21 de janeiro de 1998, foi fundado o Movimento Nacional de Apoio ao Trânsito que, em 03 de novembro de 1998, através da Assembléia Geral Extraordinária, por sugestão do seu presidente, Roberto Bentes de Sá, mudou sua denominação para: MOVIMENTO NACIONAL DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO - MONATRAN.

Porque a cidade de Florianópolis em Santa Catarina como sede nacional do Monatran?

Entre todos os estados da Federação, Santa Catarina destaca-se por ter a mais equilibrada distribuição geográfica da sua população. Mesmo as cidades catarinenses mais populosas não sofrem do inchaço comum de muitas cidades brasileiras. Além desse fato, já por si muito favorável ao início experimental do trabalho, é também neste Estado que se registram alguns dos índices de melhor condição para as atividades e a qualidade de vida dos seus habitantes.

Tais características somam, assim, as mais oportunas recomendações para a realização de um projeto pioneiro, no sentido da transformação de mentalidade e comportamento num quadro hoje tão problemático como o trânsito.

Leia on-line ou cadastre-se para receber o jornal em sua casa.

Fale Conosco: (48) 3223-4920 | 3324-0558 | 3333-7984 ou pelo e-mail contato@monatran.org.br.